Diferenças Linguísticas: PT-PT x PT-BR

Diferenças Linguísticas: PT-PT x PT-BR

Brasil e Portugal compartilham a mesma língua, óbvio e de conhecimento geral. No entanto, existem algumas diferenças que todo o brasileiro deve saber antes de chegar cá, para estar a par das coisas ou mesmo evitar passar vergonha, pois apesar de falarmos o português, temos recebido influências diferentes ao longo do tempo.

Segue a lista:

728 x 90 IMU Leaderboard

DUREX: diferente da nossa inocente fita adesiva transparente, durex cá é uma marca de preservativos. Para ter um durex, tal como o brasileiro conhece, peça uma fita cola.

FAZER UM BICO: nunca diga isso em Portugal, pois é outra coisa, maliciosa.

GOZAR: tirar sarro.

BUÉ FIXE: muito legal. Bué significa muito, vem do africano, e o fixe é o mesmo que legal, dai vem a expressão “bué fixe“. Se algo é ainda mais que apenas “muito legal”, é possível ainda ouvir a expressão “bué da fixe“.

RAPARIGA: moça, mas diferente de algumas regiões do Brasil que utilizam o termo de forma pejorativa, “rapariga” é normal.

MIÚDO (A): menino/menina.

PIRI-PIRI: pimenta.

TOSTA: torrada.

SANDES: sanduíche.

CAMISOLA: camisa, blusa (fina, não grossa, como os casacos).

T-SHIRT: camiseta.

CALÇAS DE GANGA: calça jeans. O “ganga” ainda é usado para as peças em jeans, seja shorts ou jaquetas.

ALUGUER: aluguel.

GUARDA-REDES: goleiro.

ADEPTOS: torcedores.

GAJO: moço.

RELVA: grama.

CAFÉ PORTÁTIL: é o café servido em um copo descartável.

TODA GENTE: todo mundo.

GIRO(A): bonito(a).

ATACADORES: cadarços.

AUTOCLISMO: descarga.

SANITA: privada.

BOLEIA: carona. Ouvimos ainda “apanhar boleia“, que nada mais é que “pegar carona”.

AUTOCARRO:  ônibus, ou busão (rs).

COMBOIO: trem.

ESTAÇÃO DE CAMIONAGEM: é o mesmo que a nossa rodoviária, algumas cidades, inclusive, usam mesmo o termo rodoviária.

PEÃO: pedestres em geral.

ROTUNDA: rotatória.

AGRAFADOR: grampeador.

– PARAGEM: ponto de ônibus.

– PASSEIO: calçada.

– FORA DE JOGO: impedimento.

– CAMIÃO: caminhão.

– DISCOTECA: são as casas de dança. Dizer “balada”, como no Brasil, também é um termo malicioso.

PALHINHA: não, ninguém está te oferecendo nada estranho não. É apenas um canudo.

TELEMOVEL (em anúncios abreviado como tlm): essa é fácil vai…

FRIGORÍFICO: geladeira.

CASA DE BANHO: mesmo que não haja nada para tomar banho, os banheiros em geral são chamados desta forma.

CUECAS: vestuário íntimo unissex. Ou seja, meninas, não existe mais calcinha!

PASSADEIRA: faixa de pedestres.

ARREFECER: esfriar. 

– CHÁVENA: xícara.

– BANDOLETE: faixa de cabelo.

– BICHA: fila.

MALTA: galera, grupo de pessoas.

PORTÁTIL: notebook.

– COLA: em restaurantes, a nossa “coca-cola”. Alguns lugares podem levar a mal quando você pede uma “coca“, pois imaginam que esteja relacionado a drogas.

– ECRÃ: tela.

– PELÍCULA: filme.

– GELADO: sorvete.

– LUME: fogo, de cozinhar, sob a expressão “levar ao lume“, que é “levar ao fogo”. Alguns lugares usam a palavra “fogo” mesmo.

– PEQUENO ALMOÇOcafé da manhã.

LIMA X LIMÃO: cá eles tratam as frutas de forma inversa a nossa. Nosso limão, verdinho escuro, é chamado de lima; enquanto a lima, verde-clara-amarelada, é o limão deles. E lima também pode ser lixa de unha.

UM QUARTO: assim como nós, eles têm medidas diferenciadas. Para horas, eles utilizam o termo “um quarto” para designar 15 minutos.
Portanto, “cinco menos um quarto” significa “quatro e quarenta e cinco” ou mesmo “quinze pras cinco”.
Pela mesma lógica, “cinco e um quarto” equivale a “cinco e quinze”.

MEIA/MEIO: esse deixei por último porque é o mais complexo.
Nós brasileiros utilizamos o meia para designar meia dúzia. Portanto, nossos telefones são nove-meia-meia-quatro (…). Cá eles não utilizam esta medida. Nesse caso, “seis” é mais apropriado.
Em contrapartida, quando algo dá 5,50€, o preço final é de “cinco e meio”.

Perceberam (entenderam)? Se conhecem mais algum termo, ouviram e têm dúvidas, mandem mensagem. Podemos fazer mais um post!

Compartilhe!
Posted in Cultura, Dicas, Língua, Viagem and tagged , , , , , .

Glauber Magalhães

22 anos, brasileiro, estudante de Sistemas para Internet na FATEC São Roque - SP.